Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Novamente Geografando

Este blog organiza informação relacionada com Geografia... e pode ajudar alunos que às vezes andam por aí "desesperados"!

Novamente Geografando

Este blog organiza informação relacionada com Geografia... e pode ajudar alunos que às vezes andam por aí "desesperados"!

São Francisco vai proibir água engarrafada

Mäyjo, 28.03.14

São Francisco vai proibir água engarrafada

 

Em São Francisco, nos Estados Unidos, a luta contra o plástico está mais forte que nunca. A mais recente acção da cidade para se livrar deste resíduo é a proibição de água engarrafada – em plástico – na cidade.

A proposta prevê uma proibição gradual da venda de garrafas de plástico – a partir dos 600 gramas e pesos inferiores – em toda a cidade. David Chiu, presidente do conselho de supervisores da cidade, explicou que São Francisco tem uma das melhores águas de torneira dos Estados Unidos, pelo que não faz sentido vender-se água engarrafada.

Numa primeira fase, as vendas de água engarrafada serão proibidas em concertos, grandes eventos, parques e roulottes de comida – são mais de 100 locais. Até 2016, a proibição vi alargar-se a toda a cidade.

“Temos acesso a água da reserva de Hetch Hetchy (do parque natural de Yosemite), uma das melhores do país. Não faz sentido termos garrafas de plástico”, explicou Chiu.

A cidade compromete-se também a fazer chegar água limpa a todos os pontos da cidade, como alternativa à água engarrafada.

Desde 2007 que São Francisco proíbe a utilização de dinheiros públicos para comprar água engarrafada, uma iniciativa que levou à poupança de €363 mil (R$ 1,1 milhões). Segundo o Business Insider, a produção de água engarrafada utiliza 17 milhões de barris de petróleo por ano. Curiosamente, a quantidade de água necessária para fazer a embalagem é a mesma que é colocada dentro desta.

Concord, no Massachussets, foi a primeira cidade norte-americana a proibir a venda de garrafas de plástico, em Janeiro. Mas Concord tem 18 mil habitantes, São Francisco tem 4,3 milhões.

 

Foto:  Muffet / Creative Commons